Número de atendimentos do TeleSUS despenca em meio ao avanço da covid-19

Número de atendimentos do TeleSUS despenca em meio ao avanço da covid-19

No auge do TeleSUS, o Ministério da Saúde chegou a concluir 6,5 milh√Ķes de contatos de 20 a 26 de abril. Na última semana de junho, foram 401,8 mil.

Gr√°ficos sobre liga√ß√Ķes concluídas pelo TeleSUS, obtidos pelo jornal mostram que est√° próximo de zero o número de chamadas repassados a um profissional de saúde e originadas pela "busca ativa". Segundo gestores do SUS que acompanham o programa, o TeleSUS opera, hoje, praticamente apenas por meio de pessoas que buscam os canais do governo ou com chamadas de acompanhamento de pacientes que j√° fizeram este contato.

A queda da "busca ativa" explica-se pela falta de repasse de bases de dados do Ministério da Saúde a empresas contratadas para executar as liga√ß√Ķes, dizem gestores de saúde e integrantes do governo. A vers√£o é refor√ßada por documentos internos da Saúde. A redu√ß√£o das liga√ß√Ķes acompanhou também a troca de ministros e do comando da Secretaria de Aten√ß√£o Prim√°ria (SAPS), que faz a gest√£o do TeleSUS.

A médica sanitarista e presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Gulnar Azevedo, lamenta o esvaziamento do TeleSUS. "É mais um passo da inexistência de um plano efetivo de enfrentamento da covid-19", disse. A médica afirma que a vigil√Ęncia epidemiológica é essencial para controle de qualquer surto. "Neste caso, como h√° dificuldade de deslocamento, pois pessoas indo ao servi√ßo médico as pessoas disseminam o vírus, se investe no teleatendimento. A cada caso confirmado, deve-se buscar os contatos . É fundamental manter o servi√ßo."

CORES DEMO
PERSONALIZADA

Crie seu degradê:


OUTROS TEMAS