Andrés Sanchez pede que "todos aperfeiçoem os protocolos" para continuidade do Brasileirão

Andrés Sanchez pede que

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez utilizou suas redes sociais, na manhã desta segunda-feira, 10, para comentar a polêmica primeira rodada do Campeonato Brasileiro, que teve a partida entre Goiás e São Paulo adiada após nove jogadores do Esmeralino testarem positivo para Covid-19. No entendimento do mandatário corintiano, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os clubes precisam aperfeiçoar todos os protocolos para que o torneio possa ser encerrado dentro de campo, algo que ele considera crucial para todos os envolvidos no esporte. "O Brasileirão precisa que todos entendam e aperfeiçoem os protocolos para continuar suas atividades. É da continuidade da atividade econômica dos clubes que depende o futuro de milhares de adultos, sem falar nos jovens que se dedicam nas categorias de base", afirmou Andrés Sanchez, através de sua conta no Twitter.

Apesar da declaração do mandatário, o Corinthians emitiu uma nota oficial, na noite do último domingo, 9, afirmando que não irá realizar seus testes de Covid-19 no Hospital Albert Einstein, como orientado pela entidade antes do início da competição. O clube afirmou que "ao verificar diversas falhas e inconsistência nos testes realizados até aqui por outras equipes, resolveu seguir com os exames realizados pelo mesmo laboratório de confiança utilizado durante a disputa do Campeonato Paulista."

Hoje, no entanto, Andrés Sanches afirmou que o clube do Parque São Jorge irá seguir todos os protocolos estabelecidos. "Tivemos seriedade com os protocolos que nos deram no Paulista. Se for preciso mais no Brasileiro, terão nosso apoio. Somos responsáveis porque entendemos o que o futebol brasileiro representa para aqueles que formamos e empregamos", concluiu o presidente do Alvinegro paulista.

Leia também

Rafael Moura responde Daniel Alves, diz ter Covid-19 e defende protocolo do Goiás

São Paulo pede 'profissionalismo de outras instituições' no combate ao coronavírus

Secretário-geral da CBF cita 'problema de logística' em testagem de jogadores, mas vê 'rodada positiva' do Brasileirão

O Hospital Albert Einstein reconheceu que atrasou os resultados dos exames do Goiás – eles foram realizados na quinta-feira passada e só foram revelados na manhã do domingo. Em nota, a CBF cobrou que o hospital cumpra o combinado e divulgue os diagnósticos com antecedência.

CORES DEMO
PERSONALIZADA

Crie seu degradê:


OUTROS TEMAS